sábado, 25 de agosto de 2012

Bipolar no dia de amanhã

       Há dois meses não escrevo aqui. Se pergunte por onde estive saiba agora que estou ótima. É isso mesmo. Eu nem estou acreditando que depois de três anos em sofrimento respiro a vontade de viver. Para quem acompanhou meu blog sabe da minha luta e inspiração depressiva. Não havia mais esperança pois o poço era fundo.
      Foi na indignação com os tratamentos para bipolar que comecei a pesquisar na internet á procura  de uma saída. Questionei meu médico sobre tratamento com  convulsoterapia, vi um vídeo no youtube onde criticava os bipolares falar que é bipolar (falar que é bipolar é  uma desculpa), li sobre lítio um dos único comprimidos com eficacia para transtorno bipolar no mundo. Vi que os médicos ainda buscam uma solução terapêutica enquanto soca um monte de comprimidos em nós. Ainda falta pesquisa e incentivo do governo para novas medicações e a batalha dos docentes em pesquisa que junta vários "cobaias", tal como eu fui no hospital da Clínicas da USP em São Paulo, onde ocorreu muitas reações ao medicamento.
       Navegando um dia na net encontrei um texto sobre suicida, nisto alimentou minha ira que questionei até o direito de morte assistida. Fiquei envolvida e revoltada, mas o escritor dizia que"O SUICIDA QUE NÃO DEU CERTO, SOU UM BIPOLAR QUE DEU CERTO. Logo o questionei sobre sua colocação. Eu estava desesperada. Entrei em contato e ele falou sobre a tal Quetiapina na qual mudou sua vida. Meu médico tinha os comprimidos de amostra e nunca havia me indicado. Percebi sua indisposição mas insisti até que preencheu o formulário pois este comprimido é caro e é preciso vir da farmácia do estado.
     É verdade e deu certo para mim também. Apenas dois comprimidos por dia tem um significado magnífico. Vejo meus textos aqui no blog e me sinto distante daquilo. Não consigo nem dizer o quanto sofri. Minha mente é uma metamorfose ambulante em vez daquele ócio doentio. Renasceu a esperança pois meus olhos enxergam o amanhã. Percebe-se minhas palavras são vivas e brotam com tonalidade, já meu sorriso é pura alegria.
    Alegria que chego na terapia rindo e com leveza. O passado já não ocupa tanto a sessão porque estou agora uma mulher confiante e cheia de sonhos. Já planejo voltar a trabalhar, sentir se com dignidade. Estou estudando para concurso público e voltei a minha paixão fazer aula de violino.
 
Que meu cérebro caminheMeus pés se liberteMinha alma belisqueSe doer é a vida   
 

3 comentários:

Gugu Keller disse...

Que bom que está bem! Que tua superação seja plena e definitiva!
GK

Giszzz Mattos disse...

bom dia!!!

Fábio T. Schuster disse...

Querida amiga informe-se sobre OXCARBAZEPINA. Abraço